Logo Livro VIVO.png

Baú de ideias

Cristiane Sobral

ATIVIDADE 2

O teatro tem um papel muito importante na história de vida, arte e literatura de Cristiane Sobral. Vamos nos utilizar dele como ferramenta pedagógica?

 

Leiam juntos o conto “Acordos de Cabeça” - disponibilizado em anexo ou no campo “Minha Obra”, deste site. Façam isso em voz alta, trocando de aluno pelo menos três vezes - escolha três deles que tenham facilidade em interpretar enquanto leem com fluidez.

 

Em seguida, divida-os em grupos de cinco, no máximo. Dê a seguinte instrução:

Escolham três momentos do conto e criem uma imagem estática para cada um destes momentos. Dê uns 15 minutos para esta atividade. Peça para que experimentem as ideias antes de compartilhar com o restante da turma.

 

Na condução, utilize de precisão:

Grupo 1:

  • Mostrem a imagem um. Agora a imagem dois. Por fim, a imagem três.

 

Entre uma imagem e outra, peça para que “congelem” enquanto o restante da turma tenta identificar quais os momentos recortados pelo grupo que apresenta.

O exercício pode parar por aí, porém dependendo do envolvimento da turma, você pode propor um desdobramento:

 

Escolham uma música como trilha sonora e organizem as imagens trazidas corporalmente de forma a preencher o tempo da música. Explorem as possibilidades ao máximo: Duas ou três imagens ao mesmo tempo. Palco cheio, palco vazio, como se posicionar até formar a imagem? Como sair de cena? Qual o final do exercício? Enfim… soltem a imaginação. Tenho certeza que o resultado será surpreendente.

 

Dica: as imagens precisam ser expressivas. Corpo ativo, como se tivessem sido “pausados” por um controle remoto. Não podem esquecer também a expressão facial!

fotos-maiores-livrovivo-abril-2022-projeto-cristiane.png

Atividade 3

A hora do intervalo é um acontecimento único em todas as escolas. A um toque do sinal sonoro, agudíssimo, começa a festa coletiva e a permuta dos lanches. Eu era o preferido da merenda porque tinha uma tia cujas mãos fabricavam a melhor comida do mundo. Seus biscoitos trançados passados no açúcar eram os meus prediletos.

 

Coincidentemente, Tia Olga sempre usava tranças corridas esculpidas em seus belíssimos cabelos crespos e dizia que as tranças eram a síntese da transformação da vida. Gostava de cozinhar porque, segundo ela, o sucesso consistia em saber misturar as coisas certas na proporção devida.

 

De volta ao cenário da sala de aula é chegada a hora do clímax da cena. Eu estava sentado na frente, o meu lugar preferido como um garoto com miopia usuário de óculos, quando a professora pediu a colaboração de um voluntário. Eu me ofereci, como o bom menino negro bolsista, filho da faxineira gorda e simpática, a quem todos chamavam carinhosamente de tia Edna.

 

Levantei animado, arrumei as calças do uniforme (feitas pela mamãe) e despenquei bem no meio da sala…”

 

Divida os alunos em grupos de cinco a seis integrantes e desafie-os a continuar a história iniciada por Cristiane Sobral em seu conto “Memórias”.

 

O desfecho deverá ser encenado, e não contado. Chame a atenção para alguns aspectos importantes como: a cena precisa ter começo, meio e fim, falem alto, deixem claro para o espectador onde estão através do uso do espaço e dos objetos (de preferência não usar objetos concretos, somente imaginários).

 

Por fim, conversem sobre a pluralidade de desfechos advindos de uma mesma provocação inicial.

ATIVIDADE 1

No conto Espelhos Negros Cristiane Sobral inicia o texto da seguinte forma:

 

“Diante do colapso enfrentado pelo país em decorrência da crise de imagem, o Presidente decidiu anunciar um decreto. Em atitude emergencial, entrou em rede nacional para pronunciar um discurso oficial com a divulgação de uma nova lei: A partir daquela data, o uso de espelhos ou outros aparelhos e objetos com propriedades reflexivas estava permanentemente proibido”

 

Solicite aos alunos que elaborem uma redação a partir desta situação utópica sugerida por Cristiane. Estimule um exercício de criatividade ilimitado, abusando, inclusive, de narrativas fantásticas.

 

Em seguida, após entregarem seus textos, coloque-os em contato com a obra original na íntegra. Disponibilizada em anexo.

 

Dica: ao apresentar o exercício, não lhes forneça os dados de referência do trecho acima. Isso evitará que procurem o conto antes de realizar a atividade proposta!

Atividade 4

Após realizarem a leitura individual do poema “Não vou mais lavar os pratos”, em anexo ou disponibilizado no campo “Minhas Obras”, conduza um debate acerca das possíveis interpretações da obra.

 

O que será que Cristiane Sobral evoca? Historicamente isso se repete? Por quê? Desde quando? Quais os papéis sociais historicamente ocupados pela mulher negra e pobre? Como esses papéis vêm sendo subvertidos ou não contemporaneamente? Qual o preço pago por isso…

 

Em seguida, solicite que durante alguns dias recolham imagens, notícias de jornal, poesias, frases, dados estatísticos ou quaisquer materiais que ilustrem aquilo que fora discutido em sala de aula.

 

Marque uma data para que construam juntos um grande mural utilizando o material recolhido anteriormente. Ao final, não deixem de contemplar o que foi construído.

botao-bau.png